Alex Stoppa Fotografia de Casamento - 31 99958-7970

  • Preto Ícone Facebook
  • Black Instagram Icon

Olá, meu nome é Alex Stoppa:

"Quero falar um pouco de mim, um pouco de quem eu sou:"

"Quero falar um pouco de mim, um pouco de quem eu sou:"

Sou filho de uma guerreira, Geralda Stopa, mulher de coragem e muito amor pela vida, tanto que já foram várias cirurgias causadas por tumores em várias partes do corpo e ela continua sempre com um largo sorriso no rosto e um gargalhada maravilhosa, meu Deus  como eu amo o som da gargalhada dela.  Já meu pai, um homem de poucas palavras,  muito exigente, pessoa muito correta e um bom matemático, uma pena ele não ter conseguido estudar, o  Sr. Geraldo Luiz. Os dois são de uma cidade no interior das Minas Gerais chamada São Pedro dos Ferros. Já  eu fui nascido e criado em BH. Como todo Mineiro que se preze, adoramos nossa gente, nosso falar caipira, ficar no nosso "cantin", só "oiando"......Mas não fiquei só aqui, fui para vários lugares nesse mundo velho sem porteira, aprendi como viajar é bom e viciante, viajei muito, muito mesmo.  Mas sempre volto para essa terra maravilhosa.

 

Mas agora quero falar um pouco de uma antiga paixão, algo que sempre estava comigo, uma Yashica MF3 Super, presente do meu pai e Yashica FR i emprestada pelo meu padrinho Ércio. Duas Máquinas fotográficas de filme. Elas, as duas, me ensinaram a ver a história das pessoas, o registro de um momento único na vida de cada um. Pronto, apaixonado pela fotografia, mas sem coragem de assumir esse amor. Olha que tentei não me render a elas, tentei me encontrar em outra profissões. Já fui Eletricista, Técnico em informática, Analista de Sistemas, ministrei aula de computação, físico, colaborei em um artigo científico em biomecânica, fui professor de física, mas acabei me apaixonando novamente por uma Nikon D90.  Paixão que sigo até hoje rodeado por “nikons”, amos as aventuras de fotografar casamentos e também apaixonado pelos retratos femininos e muito mais coisas.  E essa paixão me levou a lugares maravilhosos, fique um ano fora do país estudando fotografia, retratos e o Capture One (um software maravilhoso de edição), voltei ressentimento e nesse momento a fotografia analógica também tem me acompanhado diariamente. Porque sempre vou me reencontrando na fotografia e em suas possibilidades.

 

Acho melhor parar esse papo todo aqui, tentei ser rápido e resumido em quem sou!! Mas ainda tenho muita história para contar e como um bom mineiro, convido vc e vir tomar um café e comer um ótimo pão de queijo!